De acordo com as novas projeções da consultora, as vendas mundiais de computadores em 2014 afinal só vão cair 3,7%, e não 6% como a empresa estimativa há apenas dois meses, em junho.



Os novos cálculos indicam que devem ser vendidos cerca de 303 milhões de computadores, número que fica abaixo das 315 milhões de unidades vendidas em 2013.




A explicar a revisão em alta das previsões está a análise dos números finais de vendas dos últimos meses e a avaliação do impacto de acontecimentos como o fim do suporte ao Windows XP, que obrigou muitos utilizadores a reverem não apenas o sistema operativo como o próprio equipamento.




A consultora acredita ainda que a apresentação de uma nova versão do sistema operativo da Microsoft prevista para o final deste ano possa voltar a ter um impacto positivo nas vendas de equipamentos em 2015. Mesmo assim, não é de crer que o mercado volte a crescer em dimensão. Para 2018, as previsões de vendas não vão além de 291 milhões de unidades.

Escrito ao abrigo do novo Acordo
Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.