O lançamento da PlayStation 4 e da Xbox One ficou caracterizado pelas especificações técnicas topo de gama das consolas, equiparando-as a muitos computadores de gaming. Como fica então a indústria dos jogos para computador com a chegada da nova geração? De acordo com a IDC, a competição vai-se mostrar positiva.

A empresa de análise estima que a venda digital de jogos para PC e Mac vai aumentar 4% todos os anos, até 2017. Entre o que os jogadores gastam e o que as empresas vão investir em publicidade neste segmento, o gaming em computador vai gerar 24 mil milhões de dólares em 2017, cerca de 17,7 mil milhões de euros.

Enquanto nos EUA as previsões não são muito positivas, muito por causa do crescimento de jogos casuais de browser e em dispositivos móveis, no resto do mundo o crescimento é superior: 5% ao ano até 2017, avança a IDC. O decréscimo registado na subscrição de jogos como World of Warcraft também vai limitar o crescimento do mercado.

O aumento do nível de vida nos países que compõem o BRIC, onde se incluem o Brasil e a China, e a incapacidade que as consolas têm em crescer nas economias emergentes, também "jogam" a favor do gaming em PCs e Mac.

A IDC analisa depois o possível desempenho das Steam Machines - um híbrido entre consolas e computadores -, acreditando que o sistema de jogo da Valve pode ter uma hipótese na América do Norte e na Europa Ocidental.

O analista justifica a previsão com o facto de as Steam Machines representarem uma ponte entre os PCs, consolas, microconsolas e Smart TVs, que dentro de três anos "serão diferentes apenas por uma questão de semântica".


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.