O Windows 10 é o símbolo da unificação que a Microsoft sempre ambicionou. O Windows 10 é agora o local onde os programadores podem conquistar mil milhões de utilizadores. O Windows 10 é a grande aposta da Microsoft para o futuro.

Durante o evento de apresentação do novo sistema operativo foram reveladas várias novidades que vão chegar tanto a computadores, como a smartphones, a tablets, à consola Xbox One e uma nova área - a holografia.

Windows 10 para computadores

O Menu Iniciar está de regresso, mas vem renovado. Além de ter agora integrados mosaicos dinâmicos que acrescentam informação atualizada de redes sociais e aplicações de conteúdos, pode também ser usado em modo de ecrã inteiro.

Em ambiente desktop os utilizadores vão poder encontrar um novo centro de ações - do lado inferior direito do ecrã - que permitirá aceder mais rapidamente às definições do Wi-Fi, Bluetooth, brilho do ecrã e configurações de VPN. O centro de ações vai também funcionar como o centro de notificações de emails, redes sociais e outras aplicações.

Afaste o teclado, o rato e et voilà

Quando o utilizador apenas quer usar o ecrã do equipamento o sistema operativo entra no modo Continuum. Neste formato o Windows 10 transforma-se e adapta-se ao tamanho dos diferentes ecrãs, assumindo um aspeto que torna mais simples e intuitiva a utilização com base no toque.

Este modo será acima de tudo útil quando o utilizador está a usar um dispositivo híbrido e que permite por exemplo separar o teclado do ecrã - como o Surface Pro 3. Assim que se dá esta cisão, o modo Continuum ativa-se automaticamente.

Cortana em toda a linha

A assistente pessoal Cortana também vai estar no novo Windows 10 - tal como já tinha sido adiantado. O sistema de auxílio vai estar integrado numa barra de pesquisas inteligentes que além de permitir executar comandos de voz e fazer pesquisas, também terá capacidade para mostrar alguns cartões com informações úteis.

Durante a apresentação foi mostrado por exemplo que basta à pessoa perguntar pelo tempo para que surja a devida resposta, num cartão com informações detalhadas.

A Cortana estará colocada na Barra de Tarefas do Windows, logo ao lado do botão do Menu Iniciar - não sendo certo se esta disposição vai poder ser configurada.

Mas tal como referiu o executivo Joe Belfiore, a Microsoft não estava simplesmente interessada em trazer a assistente pessoal do telemóvel para o PC. Decidiram adaptá-la. E assim a Cortana vai ter poderes quase ilimitados, podendo inclusive pesquisar por documentos específicos que estejam guardados no computador ou enviar emails sem ser necessário abrir uma aplicação específica.

De certa forma a Cortana fundiu-se com o sistema de pesquisas do Windows e juntou as melhores características das duas ferramentas. Os membros do Insider Program vão ter acesso à assistente no PC nos próximos quatro ou cinco meses - o que perspetiva que o Windows chegará apenas na segunda metade do ano.

Nos telemóveis o Windows também evolui

O Windows 10 também vai chegar a smartphones e tablets. E a Microsoft está a "cozinhar" uma versão especial do sistema operativo para equipamentos que tenham ecrãs com um tamanho abaixo das oito polegadas.

Nos telemóveis vai haver uma nova forma de personalização com os utilizadores a terem a possibilidade de usar uma imagem de fundo no telemóvel - e desta vez será mesmo no "fundo" e não partida pelos diferentes mosaicos. Um pouco como acontece no computador.

O centro de notificações no telemóvel será agora sincronizado com o do PC, querendo isto dizer que se apagar uma notificação do Facebook no telemóvel e a mesma já tivesse surgido no computador, vai passar automaticamente ao estado de lida ou eliminada.

As notificações no smartphone serão dinâmicas, isto é, os utilizadores vão poder interagir com as mesmas dependendo da sua tipologia. Mas imaginando que recebeu um SMS, poderá responder ao mesmo diretamente a partir da parte superior do telemóvel, sem ser necessário abrir a aplicação de mensagens.

A Microsoft também esforçou-se para simplificar as opções do Windows para telemóveis, afastando-se do grande número de separadores que existia por exemplo nas Definições do Windows Phone.

Durante o evento de apresentação foram ainda reveladas algumas funcionalidades características como a possibilidade de mover a posição do teclado, algo que pode ser acima de tudo útil em equipamentos com ecrãs maiores e que são difíceis de controlar apenas com uma mão.

One app to rule them all

Uma aplicação. É tudo o que bastará aos programadores para a terem disponível em milhões de computadores, smarpthones, tablets e outros dispositivos.

A Microsoft mostrou a sua visão para esta área ao mostrar um conjunto de aplicações unificadas - no sentido em que o aspeto e a experiência de utilização são semelhantes, independentemente do dispositivo que está a usar.

A aplicação de email Outlook, a aplicação calendário e a aplicação da galeria de imagens foram três exemplos dados neste sentido.

No caso da aplicação de galeria esta terá novas funcionalidades como sincronização das fotos de todos os equipamentos, separação das fotografias duplicadas, criação automática de álbuns, entre outras.

Também haverá uma nova aplicação de música no sistema Windows 10. E uma das suas grandes vantagens será a integração com o serviço de armazenamento na cloud OneDrive.

Project Spartan: o novo browser da Microsoft

O Windows 10 vai marcar a estreia de um novo navegador de Internet. O Project Spartan, como é denominado, terá três grandes características que o vão tentar diferenciar não só do mal-amado Internet Explorer, como dos restantes navegadores populares do mercado como o Chrome da Google e o Firefox da Mozilla.

Uma das características que esteve em maior evidência foi a possibilidade de fazer anotações diretamente no navegador. E não será necessária uma caneta digital para o fazer. Com o Spartan os utilizadores também vão poder guardar toda a página ou partes dela para partilhar e fazer acompanhar a anotação de um comentário.

O Spartan mostra-se assim dinâmico e apelativo para todos os que precisam de assegurar níveis de produtividade enquanto navegam na "grande rede".

O browser terá ainda um modo de leitura que formata as páginas Web para que as mesmas fiquem simples e "limpas", replicando a ideia de texto básico que existe por exemplo nos livros. A acompanhar esta vontade de disponibilizar uma melhor experiência de leitura está a possibilidade de criar uma Reading List, que permite guardar artigos, páginas e sites para consultar num momento posterior.

Mais uma vez a Cortana surge como a estrela da "tarde" e apresenta-se também integrada diretamente no Spartan. E de que forma? Mostrando algumas informações diretamente na barra de endereços do navegador ou "puxando" uma barra lateral com informações complementares às pesquisas dos utilizadores.

O novo navegador tem ainda um interface mais básico e polido relativamente ao Internet Explorer, o que na perspetiva da Microsoft é um sinal claro de que foi construído para a "Web moderna".

Os membros do Insider Program vão ter acesso ao Project Spartan entre três a cinco meses - o que mais uma vez parece confirmar que o novo Windows só chegará na segunda metade de 2015.

Será possível jogar Xbox One a partir de qualquer PC ou tablet Windows 10

Grande novidade para todos os que já têm uma Xbox One ou estavam a pensar investir numa: será possível jogar os títulos de nova geração em computadores e tablets que tenham o novo Windows 10. Um grande "desbloqueio" para todos os jogadores, considerou o executivo Phil Spencer.

Pelas informações partilhadas na apresentação só será possível fazer o streaming de jogos dentro da rede doméstica, mas foram prometidas mais novidades para as próximas semanas.

A Xbox One "apanha" assim - e quem sabe ultrapassa - a PlayStation 4 que já permitia o streaming de jogos em dispositivos móveis como o Xperia Z3 e tablet Z3 Compact, assim como na portátil PlayStation Vita.

Mas a integração da Xbox com o universo Windows não fica por aqui. Há uma nova aplicação da Xbox para computadores que permitirá fazer a captura de vídeo e a partilha de passagens de jogos na Internet de forma simples.

A Microsoft anunciou ainda o Direct X12, uma tecnologia gráfica que promete melhorar significativamente o desempenho dos jogos e reduzir até 50% os consumos energéticos associados. E o motor de desenvolvimento Unity, um dos mais usados pelos programadores, já confirmou o suporte para o DX12.

Windows Holographic - quando a tecnologia se mistura com a vida real

A Microsoft está prestes a tornar os hologramas numa tecnologia que não é apenas do domínio da ficção científica, mas algo que estará ao alcance de milhares de pessoas. Mas quais as possibilidades? Imensas, de acordo com a tecnológica norte-americana, seja no campo do entretenimento, seja na área da produtividade empresarial.

O segredo está em primeiro lugar num novo equipamento, uns óculos a partir dos quais serão reproduzidas as criações holográficas - as Microsoft HoloLens. O equipamento vai chegar ao mercado na mesma janela de tempo do Windows 10 - o que só deve acontecer na segunda metade do ano.

A Microsoft diz mesmo que as HoloLens são o primeiro computador holográfico do mundo. Equipado com lentes especiais, será possível ver recriações tridimensionais de elementos digitais no espaço real.

Os óculos vêm equipados com CPU e GPU para poder fazer a sua própria renderização de elementos, e há um terceiro elemento, um processador dedicado aos hologramas. E isso torna o dispositivo independente - não será necessário um PC nem um smartphone para poder funcionar.

O executivo da Microsoft que assumiu a apresentação explicou por exemplo que será possível um médico fazer uma cirurgia pela primeira vez recebendo apenas indicações holográficas. O mesmo acontece para os videojogos: coloque os óculos e veja a sua sala de estar transformar-se no terreno de jogo, no campo de batalha ou de futebol.

E o equipamento vem ainda com uma aplicação crítica: chama-se HoloStudio e permitirá aos utilizadores fazerem as suas próprias criações virtuais. Durante a apresentação foi desenhado um drone por exemplo - claro que o mesmo não era real, apenas para quem estava com os óculos.

O equipamento tem ainda microfones integrados que permitem executar comandos de voz - como copiar e colar.

A Microsoft diz que os hologramas acabam por funcionar como pré-visualizações de objetos 3D que estão prontos a ser impressos.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.