A Microsoft cortou drasticamente os preços do Windows Vista no mercado chinês onde, a partir de agora, o software passa a custar 60 dólares, ao contrário dos 200 dólares pedidos até aqui. A versão Home Premium do Vista também sofreu uma redução no preço passando a custar metade - 118 dólares.



A medida, anunciada hoje pela empresa, representa uma estratégia de combate à pirataria no país - que se fixa nos 82 por cento - e que tem prejudicado fortemente as vendas de software no mercado, causando prejuízos na ordem dos 29 mil milhões de euros aos fabricantes de todo o mundo.



Por ser o segundo mercado com maior número de utilização de computadores e com um dos mais elevados crescimentos, a China acaba por ser também um dos países com maior taxa de pirataria de produtos informáticos. O custo do software é um dos motivos apontados pelos analistas.



No mês passado, as autoridades chinesas e norte-americanas levaram a cabo uma operação judicial que resultou na detenção de vários piratas informáticos e na apreensão de software pirateado no valor de 1,5 milhões de dólares. Estes produtos tinham como destino a exportação para várias regiões mundiais para futura comercialização.




Notícias Relacionadas:

2007-07-27 - Microsoft vende 60 milhões de cópias do Vista nos primeiros seis meses

2007-07-24 - Rede de pirataria desmantelada em operação conjunta entre FBI e governo chinês

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.