Apesar da controvérsia associada ao seu lançamento - que esteve quase para ser adiado por ordem de um tribunal dos Estados Unidos -, o Windows XP está a partir de hoje disponível nas lojas de informática de todo o mundo. A Microsoft tentou combinar neste novo Windows o melhor das duas variantes do seu sistema operativo: a linha doméstica - 95, 98 e Me - com a linha profissional - NT e 2000.



Deste modo, deixa de haver duas famílias de sistemas operativos para passar a haver um só sistema unificado que junta a estabilidade, fiabilidade e segurança do Windows 2000 - uma vez que a sua base de código é a mesma desta plataforma - com a facilidade de utilização, a simplicidade e a compatibilidade do Windows Me.



Para diminuir o perigo de que o produto final não agradasse nem a gregos nem a troianos, ou seja, consumidores domésticos e clientes empresariais, a Microsoft lembrou-se, porém, de lançar duas edições diferentes do Windows XP, a Home (comercializada num pacote verde) e a Professional (vendida numa caixa azul). Para meados de 2002 está ainda prometida a versão servidor, que vem substituir o Windows NT Server e Windows 2000 Server.



A versão de actualização da Home Edition tem, de acordo com Rodolfo Oliveira, responsável pela comunicação da Microsoft Portugal, um preço estimado de venda - com base no cálculo da média dos preços praticados pelos revendedores - de 25.200 escudos mais IVA, ao passo que a versão completa custa 50.000 escudos mais IVA. Quanto ao Windows XP Professional, a actualização tem um preço estimado de comercialização de 48.700 escudos mais IVA, custando a versão original completa 72.000 escudos mais IVA.



Quem pode actualizar e quais os componentes necessários?

Os utilizadores que quiserem actualizar para a Home Edition precisam de ter instalado o Windows 98, 98 Second Edition e o Windows Me. Por outro lado, só pode efectuar o upgrade para o XP Professional, quem tiver o Windows NT Workstation 3.51 ou 4.0 ou o Windows 2000 Professional. Quem utilizar versões domésticas do sistema operativo da Microsoft e quiser actualizar para o Windows XP Professional, terá que adquirir o produto completo.



Em termos de hardware, os requisitos variam de acordo com as configurações do sistema e as aplicações e funcionalidades que se deseja instalar. No caso de a instalação ser realizada sob uma rede, poderá ser necessário mais espaço adicional do disco rígido. Porém, a Microsoft afirma que os requisitos básicos são os seguintes:


  • Processador Intel Pentium II/Celeron ou AMD K6/Athlon/Duron DE 300 MHz (233 MHz no mínimo)
  • 128 MB de memória RAM ou superior recomendados (64MB é o mínimo suportado, mas pode limitar o desempenho em algumas funcionalidades)
  • 1,5 GB de espaço disponível no disco rígido
  • Monitor e placa gráfica Super VGA (800 × 600) ou de resolução superior
  • Unidade de CD-ROM ou DVD
  • Teclado e rato Microsoft ou compatível

Estas são as especificações necessárias para que o computador funcione com o Windows XP. Mas quem quiser tirar partido de todas as novas funcionalidades multimédia da plataforma da Microsoft deverá ter um processador de 600 MHZ, 256 Megabytes de Memória RAM, 15 Gigabytes de espaço livre no disco rígido e uma placa gráfica com uma resolução de 1024x768 pixeis. Dada a dependência do XP sobre a Internet, é possível obter o máximo do novo Windows com uma ligação de banda larga, como ADSL ou cabo.



O que é que o Windows XP traz de novo?

As novidades neste novo sistema operativo são muitas. Em geral, as mudanças pretendem ir de encontro quer aos interesses do utilizador doméstico não profissional - que procuram obter mais experiências digitais - , quer às empresas - cujo objectivo máximo é sempre, como se sabe, aumentar a produtividade.

  • Interface com design mais apelativo - no Windows XP, o desktop (ambiente de trabalho) sofreu uma grande renovação em relação a todas as outras versões anteriores. Ao abrir pela primeira vez o seu computador depois de instalar o novo sistema operativo, o utilizador depara-se com novas imagens, cores, sons e ícones que podem ser rapidamente alterados e personalizados de acordo com o seu gosto pessoal.


    O botão de início é quase totalmente novo, contendo duas colunas de ícones de tamanho grande: os programas recentemente utilizados estão colocados na coluna da esquerda, mas tudo o resto (O Meu Computador, Os Meus Documentos, Painel de Controlo, Pesquisa e outras funcionalidades) está à direita.


    Na barra de ferramentas, as aplicações inactivas do system tray - bandeja de tarefas - passam a ficar escondidas, ao passo que os ficheiros são agrupados por cada programa. Outra novidade está no Explorador do Windows. Ao abrir uma pasta, surge uma barra lateral esquerda cheia de links para tarefas comuns, como partilha da pasta numa rede, publicação da mesma na Web ou criação de uma subpasta.
  • Melhor desempenho – Apesar de o desempenho do Windows XP ser quase idêntico ao do Windows 2000, a nova versão do sistemas operativo é bastante mais rápida que o Windows 98 e Me, em termos do tempo que o computador demora a iniciar e encerrar, assim como também no funcionamento do software.
  • Maior estabilidade – pelo facto de se basear no código do Windows 2000, o XP é mais fiável do que o Windows 98 e Me. Assim, de acordo com a empresa o sistema tende bloquear só muito raramente. As aplicações correm nos seus próprios espaços de memória de modo a que não se sobreponham. O Windows XP também avisa o utilizador se suspeita que um controlador – driver – possa causar problemas porque a fonte não é verificada. Outra funcionalidade nova é a Driver Protection que bloqueia uma série de controladores que são conhecidos por causar problemas de estabilidade.
  • Segurança na Internet - o Internet Connection Firewall que vem integrado bloqueia ataques de hackers nas ligações de rede do utilizador, fazendo com que o seu PC se torne invisível quando está ligado à Internet, apesar de não impedir o envio de vírus por email ou por um site da Web.
  • Compatibilidade acrescida - um dos grandes problemas do Windows 2000 é que era incompatível com muitos dispositivos de hardware e aplicações. Com o Windows XP, a Microsoft esforçou-se para aumentar o seu nível de compatibilidade. Enquanto que a versão 2000 funcionava com cerca de seis mil componentes de hardware, segundo a gigante de software, o XP suporta 12 mil.


    Como em qualquer actualização do Windows, esta vai muito provavelmente exigir a actualização de drivers de periféricos e acessórios e de programas utilitários como anti-vírus e formatadores do disco rígido. Mas a grande maioria dos programas, como jogos e mesmos o software mais antigo criado para MS-DOS deverão funcionar correctamente.


    Em todo o caso, se o utilizador tentar instalar uma aplicação que não é compatível com o Windows XP, o Modo de Compatibilidade permitirá emular um ambiente do Windows 95 ou NT para que o software possa funcionar, possibilitando ainda associá-lo ao seu modo de compatibilidade, de modo a evitar problemas futuros com o sistema.
  • Suporte robusto – o serviço de Actualização Automática, baseado no Windows Update das versões anteriores do Windows, efectua automaticamente o download e instalação de novos controladores, códigos de correcção e actualizações de aplicações de forma a manter o computador a funcionar correctamente.


    A ferramenta Recuperação do Sistema, primeiro introduzida no Windows Me, permite que o utilizar efectue registos manuais ou automáticos dos controladores e configuração do seu sistema. No caso de instalar um novo dispositivo que provoque problemas no sistema, pode seleccionar uma data do passado e fazer com que o sistema volte a esse estado sem perder os seus ficheiros ou especificações.


    A Microsoft também renovou completamente o sistema de ajuda do Windows. O Centro de Ajuda e Suporte é mais fácil de utilizar e contém listas de hardware e software compatível. No caso da edição profissional, a partir do Centro de Ajuda, o utilizador pode obter assistência online da Microsoft ou de um amigo ou familiar, mediante a funcionalidade de Assistência Remota.
  • Maior facilidade de instalação de redes – mesmo antes de iniciar a instalação, o XP pergunta ao utilizar se quer verificar online se existem novas actualizações. A plataforma utiliza uma série de novos guias – wizards – para configurar a ligação à Internet e a rede local que são muito fáceis de utilizar.
  • Instant messaging e nova versão de Internet Explorer integrados - Juntamente com o Windows XP vem também o Windows Messenger, o programa que permite a troca de mensagens imediatas com amigos, colegas e familiares via Internet. O software permite ainda conversar por voz, no caso de o PC do utilizador tiver um microfone e colunas, ou entrar em videoconferências, no caso de estar equipado como uma Webcam. Esta aplicação será ainda melhorada a partir de hoje com novas funcionalidades de voz sobre IP, mas para as usar é necessário fazer o download do upgrade.


    O Internet Explorer 6 está também incluído no novo sistema, apresentando um design baseado no Windows XP. Mas quem não quiser actualizar o sistema operativo, pode à mesma tirar partido do browser; basta apenas fazer o download - gratuito - a partir do site da Microsoft.

    Notícias Relacionadas:

    2001-10-25 - Windows XP - Primeira venda na Vobis quase sem clientes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.