A polícia inglesa acrescentou uma nova ferramenta à parafernália de soluções tecnológicas de combate ao crime em que tem vindo a investir. Trata-se de uma aplicação móvel que vai permitir aos cidadãos colaborarem na identificação de suspeitos.

A novidade, apresentada hoje, chama-se Facewatch e é direcionada para a utilização por parte dos cidadãos de Londres, que são convidados a usar os seus smartphones para fornecer à Scotland Yard nomes ou dados sobre o paradeiro de pessoas procuradas na sua zona de residência.

O objetivo é contar com a ajuda dos residentes para identificar e encontrar alegados autores de pequenos delitos ou pessoas que estiveram envolvidas nos motins que aconteceram na capital inglesa o verão passado.

Segundo explicaram as autoridades, a aplicação vem carregada com fotografias de 5.000 suspeitos, 3.000 das quais relativas a alegados envolvidos nos motins - que, segundo a imprensa internacional, serão os principais visados por esta ação.

Quem descarrega a app, introduz o código postal da sua zona de residência e são-lhe fornecidas imagens tiradas na área onde o utilizador reside, caso este conheça alguma das caras, pode enviar o nome às autoridades.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.