O Service Pack 1 para o Windows 7 foi lançado originalmente pela Microsoft em fevereiro de 2011 para corrigir um conjunto de falhas de segurança em funções ligadas ao áudio HDMI ou à impressão e adicionar suporte a serviços como o Advanced Vector Extensions, ou o RemoteFx.



A distribuição via Windows Update pretende levar o pacote massivo de atualizações aos computadores que ainda não instalaram esse software e é uma forma de mitigar riscos de segurança.



"Atualizar os clientes para o Windows 7 SP1 integra o nosso esforço para garantir suporte continuo e atualizações de segurança melhoradas a quem ainda não tem o SP1 instalado", explica um responsável da Microsoft numa informação publicada no blog do Windows.



A atualização requer 1.050 MB de espaço livre em disco, no caso de um sistema Windows a 64 bits, ou 750 MB para sistemas a 32 bits. Os utilizadores com o Windows Update ativado não terão de fazer nada para receber o upgrade, que será descarregado automaticamente.



Só são abrangidos pela atualização utilizadores privados. Nas máquinas empresariais a atualização massiva tem data definida pelos administradores de sistema.



A Microsoft lançou apenas um Service Pack para o Windows 7, alterando entretanto o modelo de distribuição de correções e atualizações, que progressivamente tem vindo a traduzir-se em processos mais suaves e discretos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.