A Linden Lab anunciou que, a partir de 22 de Janeiro, todos os bancos sedeados no Second Life serão banidos de forma efectiva caso não apresentem uma licença de um órgão governamental. Em causa, estão as múltiplas queixas enviadas por utilizadores referentes a esquemas maliciosos no canal virtual.



Nos últimos dois anos, os bancos e serviços associados, como as caixas Multibanco, têm vindo a ganhar destaque no Second Life o que eleva a quantidade de actividades paralelas e mal-intencionadas.



No blog da plataforma, os responsáveis referem que esta política é implementada "depois de serem revistas as queixas dos residentes, as actividades bancárias e a lei" e tem como objectivo a protecção dos membros da comunidade e da economia virtual.



A Linden Labs refere de desde o colapso do Ginko Financial, em Agosto do ano passado, tem vindo a receber várias reclamações que acusam algumas entidades bancárias de não cumprirem as suas promessas. Ao que parece, estes bancos oferecem taxas de retorno, em Linden Dollars, pouco comuns, que variam entre os 20 e os 60 por cento por ano.



A companhia refere que "não tem por hábito envolver-se nas condutas entre residentes" mas que este caso trouxe outros riscos à comunidade, não havendo outra opção senão interferir.



Notícias Relacionadas:

2007-05-11 - Second Life investigado por alegados casos de pedofilia

2007-04-04 - FBI investiga casinos virtuais do Second Life

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.