Uma sondagem publicada hoje no Reino Unido deu a conhecer que um dos passatempos favoritos do público britânico é navegar na Internet sem um propósito específico, o chamado "wilfing". Este costume foi votado por dois terços dos inquiridos como o seu principal entretenimento.



Os dados publicados pela consultora YouGov mostram que 33,7 por cento dos britânicos passam várias horas por dia a navegar sem rumo na Internet. Entre os 2,4 mil inquiridos, 24 por cento assumiu que passa mais de 30 por cento do tempo livre a fazer "wilfing".



As páginas ligadas ao e-commerce, de musica, notícias e viagens são aquelas que mais atraem os internautas do Reino Unido, principalmente entre os homens e os internautas mais jovens que se assumem como os principais "wilfers".



As conclusões do estudo não apresentaram resultados muito animadores: um terço dos homens afirmou que o tão apreciado passatempo já prejudicou os seus relacionamentos amorosos e um em cada cinco entrevistados assumiu que o "wilfing" é uma boa terapia para quem se quer abstrair dos problemas no trabalho, em casa e na escola, principalmente quando as páginas visitadas apresentam conteúdos eróticos ou sexuais.

Notícias Relacionadas:

2007-04-07 - Publicidade online gera diferentes comportamentos entre os sexos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.