Os dados foram divulgados pela Guarda Nacional Republicana que, em comunicado, refere que em 2016, foram registados 911 crimes informáticos, menos 157 do que no ano anterior. 

O crescimento acontece porém noutras áreas. "Não obstante, com o aumento dos recursos tecnológicos, registou-se um aumento de outros crimes relacionados com o meio informático como é o exemplo das 3.171 burlas (mais 291) e das 98 extorsões (mais 22)".

Entre os crimes tipificados estão o phishing, muito usado para roubo de dados pessoais e dados de contas bancárias, usando normalmente o nome de bancos ou de outras entidades financeiras, mas também de empresas ou entidades públicas muito conhecidas.

Tal como acontece a nível internacional, também o ransomware tem vindo a crescer, bloqueando os telemóveis ou computadores e pedindo um resgate monetário para que os equipamentos sejam desbloqueados.

A GNR tem estado atenta aos temas da segurança online e alia-se mais uma vez à Microsoft Portugal para assinalar o Dia Europeu da Internet Segura através de várias ações de sensibilização que decorrem até sexta feira um pouco por todo o país. Só em 2016 as ações chegaram a 75 mil alunos mas este ano o objetivo é conseguir abranger um público mais vasto, chegando às 90 mil pessoas, entre crianças e jovens, encarregados de educação, idosos e agentes educativos.

Entre as ações realizadas está a partilha de vídeos animados com temas relacionados com as ameaças online.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.