No final deste Verão cinco jardins da capital estarão cobertos por tecnologia sem fios de acesso à Internet. De acordo com o jornal " target=_blank>O Público a iniciativa
levada cabo pela Câmara
Municipal de Lisboa
arranca nos jardins da Estrela, Príncipe Real, Arco do
Cego, Campo Grande e Parque das Conchas, sendo a primeira experiência de um
projecto que visa alargar a cobertura sem fios a toda a cidade de Lisboa até ao
final deste ano.



Em Março o presidente da câmara, Carmona Rodrigues, anunciou a intenção de
tornar Lisboa na primeira capital europeia totalmente coberta por tecnologia
wireless, mostrando na altura a tecnologia desenvolvida pela " target=_blank>AR Telecom, que irá cobrir
toda a cidade no final de Setembro.



O iniciativa piloto é efectuada em conjunto pelos pelouros dos Espaços Verdes e
da Modernização Administrativa, tutelados por António Prôa e Gabriela Seara
respectivamente, e irá durar até Dezembro de 2006.



Citado pelo O Público, António Prôa revela que a iniciativa já vem de anteriores
mandatos, onde o jardim da Estrela seria o escolhido para dar início ao
projecto. Por sugestão do gabinete de Gabriela Seara a iniciativa estendeu-se a
outros quatro jardins distribuídos pela cidade.



O mesmo responsável afirma que o
acesso à Internet nos jardins é uma forma de tornar os espaços públicos "mais
atraentes" . Por outro lado, Paulo Castelo Lopes, do pelouro da Modernização
Administrativa, citado pelo mesmo jornal, explica que esta iniciativa é "uma
questão de aumento de qualidade de vida [...], funciona neste caso como suporte
a uma estratégia de inovação da cidade e como motor de desenvolvimento
económico.".



A largura de banda utilizada durante o projecto piloto será muito limitada,
embora a ideia inicial da autarquia seja "qualquer pessoa ligar o computador e
'cair', automática e gratuitamente, num portal sobre a cidade de Lisboa, que
disponibilizará, em várias línguas, conteúdos ligados ao turismo, cultura,
entre outros", diz Paulo Castelo Lopes ao Público.



Os acessos a correio electrónico, dowloads, entre outros serviços, serão pagos, constituindo o negócio normal das empresas que irão disponibilizar as tecnologias. Durante o projecto-piloto, serão convidadas todas as empresas
interessadas em participar no projecto "de modo testar as tecnologias e modelos de negócio propostos pelas empresas concorrentes", referiu o responsável ao TEK.



Quando questionado acerca da participação da Ar Telecom no projecto, Paulo Castelo Lopes revelou que a operadora "poderá concorrer como as outras empresas", embora até à data ainda não tenha sido "lançado o convite às empresas registadas na ANACOM".



Paulo Castelo Lopes revelou ao jornal O Público que o projecto só pôde avançar para aplicações concretas graças a um trabalho desenvolvido nos últimos quatro anos para a inserção de uma cultura digital na Câmara Municipal de Lisboa, que, até então, apresentava sistemas de informação muito precários.



O parque informático da autarquia foi renovado recentemente, existindo no final de 2005 cerca de trinta locais da câmara ligados através de fibra-óptica e dez ligados através de rede sem fios.



A renovação dos sistemas permite a comunicação de voz por parte de 34 por cento dos utilizadores a custo zero, contribuindo em muito para a redução dos custos do município.



Dentro em breve a autarquia lisboeta irá adoptar a tecnologia sem fios da AR Telecom, permitindo o acesso à Internet e comunicação de voz e de dados, com troca recíproca de informação, através da instalação de um sistema de videoconferência entre os vereadores situados em vários edifícios pela cidade, bem como a criação de um canal de televisão interno da Câmara Municipal de
Lisboa.




Nota de redacção [09-06-2006 14:07]:

Esta notícia foi actualizada com informações fornecidas pela Câmara Municipal de Lisboa.

Notícias Relacionadas:

2003-11-10- Parque
Expo inicia projecto Wi-Fi no Parque das Nações

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.