O Snowden’s Leak: The Game é um jogo casual, baseado em flash e com grafismo básico, onde o técnico da NSA que revelou a existência do PRISM é protagonista.

A personagem percorrer os corredores do edifício da NSA, recolhendo dados que guarda em pen drives USB que depois tenta atirar pela janela, fugindo aos agentes que o perseguem e evitando as câmaras de vídeo.

[caption][/caption]

O jogo foi desenvolvido em apenas três dias pela equipa que já tinha criado outros sucessos instantâneos, como o jogo em que Kanye West chocava contra um sinal de trânsito.

À semelhança de outros jogos baseados na atualidade, a simplicidade e o interesse pelo tema atraem os jogadores casuais e conseguem projetar a popularidade, pelo menos durante algum tempo. O modelo tem sido largamente explorado, com exemplos como o do ex-presidente Bush a evitar sapatos atirados por uma audiência ou o "Apanha o Canudo", uma app que parodiava o caso da licenciatura de Miguel Relvas.

Um outro projeto mais elaborado que parte do roubo de dados está a ser desenvolvido pela Cuteacute, que o colocou para financiamento no Kickstarter poucos dias depois da revelação da informação divulgada por Snowden.

O jogo Data Dealer dá aos jogadores a possibilidade de se tornarem um Larry Page, Mark Zuckerberg ou Edward Snowden e controlar o fluxo de dados, assumindo a perspetiva das empresas e organizações mais poderosas da Internet.



[caption][/caption]

O projeto já conseguiu mais de 20 mil dólares de financiamento, e tem mais 8 dias para conseguir somar os 50 mil propostos.

Entretanto, na vida real, continua o jogo do gato e do rato entre o espião Edward Snowden e as autoridades norte americanas. O ex-funcionário da NSA tenta encontrar asilo num país sem acordo de extradição com os EUA, mas tudo indica que ainda está retido no aeroporto em Moscovo.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.