Nas operações em que o centro europeu participou contam-se duas investigações internacionais que seguiram o rasto a um esquema de Ransomware que afetou milhares de computadores na região e que terá gerado mais de um milhão de euros anuais em receita para os promotores.



Este malware atua bloqueando os dispositivos e só o devolve em troca de um pagamento. Neste caso o utilizador visado era acusado de visitar sites com conteúdos inapropriados (como pedofilia), pelo que ficaria sujeito ao pagamento de uma multa de 100 euros às autoridades. As investigações coordenadas pelo centro permitiram deter 13 pessoas e desmantelar a rede que a operava.


Os dados divulgados revelam ainda que o centro está atualmente envolvido em nove operações policiais relacionadas com exploração infantil online, para além de garantir participação em várias investigações relacionadas com a distribuição de pedófilo pela Internet.
No domínio da fraude participa neste momento em 16 investigações, depois de no ano passado ter ajudado a desmantelar três redes internacionais ligadas a fraudes com cartões de crédito.


Numa destas operações foram detidos 29 suspeitos que tinham, até à data, angariado 9 milhões de euros com um esquema que afetou os proprietários de 30 mil cartões. Numa outra foram detidos 44 suspeitos do roubo de informação relativa a 36 mil cartões de crédito em 16 países europeus.


Com a divulgação dos dados, a CE alerta para o crescimento do cibercrime e para a cada vez maior sofisticação dos esquemas que o levam ao terreno. É também sublinhado o baixo nível de denúncias relativas a crimes nesta área, muitas vezes com impacto relativamente reduzido em cada utilizador afectado, mas com um enorme impacto a nível global graças ao efeito escala que é possível garantir ao atingir milhares de vítimas.



O relatório europeu está disponível na integra online.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.