Através do Inquérito Nacional de Consumo das Famílias, a ACXIOM Portugal concluiu que 52 por cento dos consumidores inquiridos adquiriram bens ou serviços através da Internet ao longo do ano passado, escreve a Lusa. Por sua vez, 47 por cento admitiram ter feito compras através de catálogos.



Pelas contas da ACXIOM Portugal, 16 por cento dos consumidores online são utilizadores com mais de 18 anos, o que corresponde a um aumento de 50 por cento face a 2006, ano em que foi notório um crescimento de 50 pontos percentuais face a 2005 no que se refere à percentagem de consumidores maiores de idade a utilizarem a Internet para fazer compras.



De acordo com a análise, as gerações abaixo dos 50 anos são as que mais fazem compras online, já que, dos 14.524 consumidores que utilizaram a Internet para fazer compras em 2007, cerca de 70 por cento têm entre 18 e 45 anos. Esta percentagem desce para 40 por cento junto da população com idades entre os 18 e os 35 anos.



Por fim, verifica-se que são as classes sociais mais elevadas as que mais compram online e que 58 por cento dos consumidores que utilizam as plataformas de comércio electrónico são dirigentes/gestores de empresas, quadros médios e superiores, profissionais liberais ou professores.



Estes resultados estão na mesma linha dos obtidos pela ACEP, mas do ponto de vista dos vendedores. Numa análise publicada a semana passada, a associação referia que, só no primeiro trimestre de 2008, 88 por cento dos sites de e-commerce tinham registado vendas superiores às obtidas no período de análise homólogo. Na maioria dos casos o aumentou chegou mesmo a superar os 50 por cento.



Notícias Relacionadas:

2008-07-15 - Comércio electrónico aumentou nos primeiros meses do ano

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.