O Conselho de ministros das Telecomunicações e o Parlamento Europeu aprovaram recentemente a criação da ENISA - European Network and Information Security Agency, uma agência europeia para a centralização das competências relacionadas com a segurança dos sistemas de informação e das redes informáticas, segundo a proposta da Comissão Europeia.



Com o aval, a ENISA entrará em funcionamento no início de 2004 com o objectivo primordial de apoiar o mercado interno "facilitando e promovendo a cooperação aumentada e a troca de informação" nas questões relacionadas com a cibersegurança.



A ENISA irá aconselhar os estados-membros e a Comissão Europeia sobre aspectos relacionados com a segurança e ajudar a coordenar actividades para assegurar a circulação de um maior volume de informação sobre a matéria dentro do espaço comunitário. Isto inclui a análise de informação sobre os actuais e os futuros riscos, de modo a apoiar a política de desenvolvimento da União Europeia, assim como as diferentes iniciativas nacionais, refere a Comissão.




“A confiança e a segurança são componentes cruciais na Sociedade da Informação e criando a ENISA continuamos a trabalhar para o desenvolvimento da "cultura de segurança" que estabelecemos no plano de acção eEurope", afirma o comissário europeu para as empresas e Sociedade da Informação Erkki Liikanen.



No comunicado da Comissão Europeia explica-se igualmente que a acção da ENISA compreende múltiplas tarefas, envolvendo assessoria de risco e gestão ao mesmo tempo que promete acompanhar os mais recentes desenvolvimentos na investigação e esforços de standartização em estreita colaboração com a indústria.



Notícias Relacionadas:

2003-02-10 - Comissão Europeia quer aumentar cibersegurança na Europa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.