As receitas da publicidade feita através da Internet nos EUA - o maior mercado de publicidade online - caíram 5 por cento no primeiro trimestre de 2009, registando o valor mais baixo desde 2002. Após seis anos de quase ininterrupta subida, o mercado da publicidade online ressente-se com a crise económica internacional.



Os valores gastos em publicidade online desceram de 6.1 mil milhões de dólares (4,4 mil milhões de euros) no primeiro trimestre de 2008, para 5.5 mil milhões (3,9 mil milhões de euros) em igual período de 2009, de acordo o relatório do IAB - Interactive Advertising Bureau e da PricewaterhouseCoopers, apresentado na passada sexta-feira.



Esta descida de 5 por cento é a mais significativa desde 2002. O presidente do IAB, Randall Rothenberg, citado pela BBC News, explica que a publicidade online se tornou um membro de pleno direito nos planos de marketing das empresas em todos os sectores, pelo que não tem como ficar imune às variações da conjuntura económica.



Apesar das quedas, os analistas consideram que o mercado da publicidade foi menos fustigado pela recessão que outros.



"As condições económicas actuais são, sem dúvida alguma, desafiantes", admitiu David Silverman, da PricewaterhouseCoopers, quando entrevistado pela BBC. "Mas ainda assim, a publicidade nos meios interactivos continua a arrecadar uma fatia cada vez maior do bolo da publicidade", acrescentou.



Também Randall Rothenberg mostrou-se confiante quanto ao futuro da publicidade online e disse acreditar que o mercado deverá recuperar logo que as condições económicas melhorem.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.