O Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária deteve dois indivíduos de 22 anos que são suspeitos da prática de crimes de burla e falsificação informática. Os sujeitos detinham 18 cartões de débito clonados a partir de contas estrangeiras e gastaram vários milhares de euros em produtos de eletrónica.

A detenção foi feita no dia 16 de abril em "flagrante delito", revela a PJ em comunicado. Um dos jovens estava ainda em "situação irregular no território português" e ficou em prisão preventiva enquanto o outro sujeito tem que se apresentar diariamente num posto policial como medida de coação.

No ato da detenção além das ferramentas utilizadas nas práticas dos crimes foram ainda apreendidos um carro de alta cilindrada e peças de vestuário que tinham sido adquiridas de forma ilegal com recurso aos cartões de débito clonados.

O TeK contactou o Departamento de Investigação Criminal de Leiria que se escusou de fornecer mais informações sobre o caso alegando a necessidade de "proteger o segredo de justiça".

O número de crimes ligados às áreas das novas tecnologias tem aumentado nos últimos meses. Na semana passada um sexagenário usou as redes sociais para criar uma rede de ciberbullying e exploração sexual enquanto no mês de março foi detido um burlão que faturou 78 mil euros através de falsos anúncios de iPhone em sites de compra e venda online.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.