O executivo já desmentiu as informações que davam como certa a contratação de 569 enfermeiros para apoiar a prestação de cuidados de saúde primários na região norte, tal como a informação que falava em mais investimento público para a cultura.



Ambas as informações foram veiculadas a partir de endereços de correio eletrónico supostamente pertencentes a entidades públicas, num formato de comunicado de imprensa, mas eram afinal partidas de dia das mentiras.



Informações entretanto fornecidas pelo Governo já permitiram perceber que os emails falsos foram enviados a partir de servidores alojados na República Checa, adiantou à Lusa Luis Marques Guedes, secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros.



A mensagem que dava conta da contratação de enfermeiros foi divulgada através de um endereço falso da Administração Regional de Saúde do Norte, numa mensagem que continha os contactos da instituição e o logotipo. Foi dada como credível por vários destinatários, como a agência Lusa, que publicou a suposta notícia e acabou por ser citada por vários outros meios.



A entidade desmentiu entretanto a informação que apontava para a entrada em funções dos 569 enfermeiros já no próximo dia um de maio e já garantiu que vai investigar o caso para apurar se houve lugar à violação do seu sistema informático.



Do gabinete do secretário de Estado da Cultura veio também um desmentido sobre a mensagem que informava relativamente à existência de mais verbas para a cultura.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.