Um estudo que antecedeu as eleições de 2010 para o Congresso nos EUA concluiu que a publicação de mensagens de incentivo ao voto no Facebook leva mais pessoas às urnas. A campanha não partidária "Get Out the Vote" abrangeu 61 milhões de utilizadores e traduziu-se em 282 mil votos adicionais, indica o relatório publicado no jornal Nature.

Idealizada por James Fowler, cientista social da Universidade da Califórnia, a experiência foi totalmente realizada a partir do Facebook com o objetivo de levar os utilizadores da rede social ao voto, através da publicação de uma mensagem no seu mural. Esta continha links para os locais onde era possível votar, um botão "Eu votei" e fotografias de seis amigos do utilizador que já tinham clicado nesse botão.

A pesquisa, comprovada através da correspondência entre os nomes e datas de nascimento dos utilizadores do Facebook que carregaram no botão "Eu votei", e dos nomes que faziam parte da lista oficial das eleições, concluiu que os utilizadores que receberam a mensagem com a informação de que os amigos tinham votado foram 0,39% mais incentivados ao voto em relação aos que receberam a mensagem sem qualquer informação da sua rede social. Este valor traduziu-se em mais 282 mil votos e mostra que o efeito da mensagem com toda a informação foi quatro vezes maior do que o conseguido pelos posts sem qualquer informação de voto por parte de amigos.

O estudo permite compreender a influência que as redes sociais exercem no comportamento de voto das pessoas, ao contrário da informação que surge através de anúncios e campanhas televisivas, bem como de chamadas telefónicas.

Dylan Walker, cientista da Boston University School of Management, afirma que a experiência é "significativa e convincente" e acrescenta ainda que o próximo passo é perceber que tipo de relações tem mais importância para os utilizadores das redes sociais.

"Por exemplo, eu tenho diferentes relações de amizades com os meus colegas online, que vão de relações casuais a relações próximas. Alguns são colegas de trabalho que vejo todos os dias, outros são velhos amigos da faculdade, e outros ainda são colegas do secundário, com os quais eu raramente me envolvo offline mas cujas actualizações eu leio regularmente. Será que eles me influenciam de maneiras diferentes? Completamente.", explica Dylan Walker, citado pela Science Magazine.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.