Um estudo divulgado esta manhã revela que as empresas portuguesas cotadas gozam de pouca visibilidade e notoriedade na Internet. Divulgada pelo Jornal de Negócios, a pesquisa realizou-se pela primeira vez e comparou a notoriedade e a relevância da aposta online das 50 maiores empresas portuguesas cotadas em bolsa, comparando os resultados com os obtidos para 40 empresas de outros países.



As conclusões do barómetro Reputação Online Top 50 Euronext Lisbon revelam que 76 por cento das cotadas não tem uma presença oficial no YouTube e quase dois terços mantém-se à margem do Twitter. Na comparação com as congéneres, os dados mostram, por exemplo, que apenas 17 por cento das empresas estrangeiras analisadas estão ausentes do YouTube.



Em termos de visibilidade o estudo apresentado pela Imago - Llorente & Cuenca, mostra ainda que apenas duas empresas portuguesas conseguem figurar entre as 20 entidades com maior visibilidade nos espaços online.



O que se diz na Web das cotadas também não revela grande cuidado a gerir a imagem no mundo digital. Uma pesquisa no Google revela resultados negativos nas primeiras páginas para 37 por cento das empresas analisadas.



A mesma análise realizada junto das 40 empresas estrangeiras também monitorizadas, revelou que 97 por cento assegura mais de cinco resultados positivos nos primeiros 20 resultados do Google.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.