O Facebook lançou esta quinta-feira o Facebook Dating nos Estados Unidos, numa tentativa de ajudar naquela que, por vezes, não é uma tarefa fácil para muitas pessoas. O objetivo é que os utilizadores encontrem a sua cara metade através de gostos em comum, como interesses e grupos, na rede social.

Na publicação, o Facebook garante que criou uma plataforma onde a segurança, a proteção e a privacidade são as palavras de ordem. Por isso, os utilizadores podem denunciar e bloquear qualquer pessoa, proibir o envio de fotografias, links, pagamentos ou vídeos, numa rede que fornece acesso a dicas de segurança. Desta forma, "controlo e tranquilidade" estão assegurados de acordo com a empresa, que garante que toda a atividade permanece no Facebook Dating e não será partilhada na rede social.

tek Facebook Dating

Os utilizadores nos Estados Unidos com mais de 18 anos e com a versão mais recente da rede social passam assim a poder entrar no Facebook Dating e criar um perfil de namoro, que não está vinculado ao seu perfil. Logo que essa tarefa esteja cumprida, o perfil do utilizador é sugerido a outras pessoas que também aderiram à nova plataforma, com base nas preferências, interesses e atividades realizadas na rede social.

Por isso, o Facebook esclarece que a nova plataforma não passa por "passar à frente" ou ter de esperar que alguém mostre interesse para haver oportunidade de contacto. "Se estiver interessado em alguém, pode comentar diretamente nesse perfil ou tocar no botão "Gosto" para que tenham conhecimento", explica a rede social.

Para além de estar disponível nos Estados Unidos, o Facebook Dating pode ser acedido noutros 19 países, nomeadamente o Brasil, México e Tailândia, e de acordo com a rede social a plataforma vai estar disponível na Europa no início de 2020.

A empresa de Mark Zuckerberg começou a testar esta plataforma em 2018 e agora está finalmente disponível.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.