O Facebook promoveu o programa Secure the Internet, no início do ano, que desafiava investigadores universitários, organizações sem fins lucrativos ou não governamentais a submeterem propostas para melhorar a segurança e a privacidade dos utilizadores de internet. O objetivo era colocar a tecnologia em prática, assente em tópicos como sistemas que permitam detetar e reportar abusos, anti-phishing e autenticação pós-password, entre outros temas relacionados.

À espera dos criativos estava um bolo de um milhão de dólares para ser distribuído entre os candidatos. Cerca de meio ano depois, o Facebook entregou 800 mil dólares aos vencedores, durante a conferência de segurança da Black Hat, que decorreu em Las Vegas, nos Estados Unidos. Os restantes 200 mil dólares serão entregues aos investigadores que participaram noutro programa, o Internet Defense Prize, durante o simpósio da USENIX previsto para o próximo dia 15.

tek facebook segurança

O júri do Facebook, composto por engenheiros e especialistas de segurança, reviram as soluções submetidas e referiram que os candidatos vencedores introduziram novas e criativas formas de lidar com a seguração e privacidade de áreas que as pessoas tomam contacto online. Uma das propostas destinava-se aos países onde existe um elevado número de pessoas a tomar contacto com a internet pela primeira vez; outra propôs tornar a rede segura durante épocas de conflitos. Os 10 finalistas receberam entre os 60 e 100 mil dólares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.