Os alunos que usam o Facebook e que costumam trocar SMS enquanto estudam têm notas mais baixas do que aqueles que recorrem ao email. Os dados constam de um estudo recente, conduzido por dois investigadores norte-americanos, que pretendeu analisar a utilização dos media sociais em contexto académico.

Denominado "A Decade of Distractions: How Multitasking Affects Student Outcomes", o relatório refere que a diferença se pode justificar pela finalidade com que as tecnologias são usadas.

"Os estudantes usam o Facebook e as mensagens de texto para socializarem com os seus pares, e recorrem ao email para comunicarem com os professores", refere Reynol Junco, da Lock Haven University, um dos investigadores. "Por isso, consideramos que as atividades sociais conduzirão a resultados menos positivos, e as atividades académicas, a resultados mais positivos".

No estudo, 52% dos inquiridos referiu que costuma enviar e receber SMS enquanto estuda, e 34% diz usar o Facebook.

Os investigadores apontam igualmente outros fatores que podem levar a resultados escolares menos positivos, como o multitasking. Aqui a questão não será o multitasking levar a notas mais baixas, mas sim os estudantes terem piores notas porque fazem várias coisas ao mesmo tempo.

No fim, conclui-se que, na relação entre tecnologia e aprendizagem cognitiva, o "tipo" de tecnologia usada - social ou académica - é uma variável importante.

Escrito ao abrigo do Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.