Durante a conferência mundial de programadores do Facebook, Mark Zuckeberg revelou um pouco da sua visão para o futuro da rede social e que inclui a realidade virtual. E um primeiro passo nesta direção vai ser o suporte da plataforma, em breve, de vídeos em 360 graus.

Ao abrir a maior rede social do mundo aos conteúdos mais imersivos, o CEO do Facebook está a aliciar mais produtores a entrarem neste segmento. E desta forma estará a garantir mais conteúdos para os Oculus Rift - que também vão receber os "vídeos esféricos".

A denominação foi feita por Mark Zuckerberg que prevê que dentro de cinco e mais anos, os vídeos imersivos serão uma parte fundamental da plataforma. Atualmente a partilha de fotografias ainda domina, mas no curto prazo serão os vídeos os "reis" da plataforma e mais tarde, os vídeos de "teletransporte".

E a ideia é mesmo essa: teletransportar as pessoas através de conteúdos multimédia. Para provar o seu ponto, a conferência F8 vai ter disponível um espaço chamado Teleportation Station, onde será possível usar os Oculus Rift para ser "transportado" para a sede do Facebook em Menlo Park, através de uma transmissão em direto.

O CEO do Facebook confessou o desejo de querer transformar o Facebook no "centro de todos os conteúdos com os quais as pessoas se preocupam".

Recentemente um outro executivo do Facebook já tinha confirmado que a tecnológica está a trabalhar em aplicações para a realidade virtual, um segmento que interessa cada vez mais à empresa após a compra da Oculus VR.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.