Apesar da polémica levantada pelas mudanças apresentadas no final do ano passado, o Facebook quer voltar a fazer alterações ao serviço que vão "mexer" com a privacidade dos utilizadores.

A intenção é comunicada numa mensagem publicada no blog oficial do serviço e está submetida à apreciação dos membros daquela que já é considerada a maior rede social do mundo.

A empresa explica que está a desenvolver novos "produtos" - que terão implicações ao nível da política de privacidade e da "declaração de direitos e responsabilidades" do serviço (revistos em Dezembro de 2009) - que descrevem como "interessantes oportunidades para melhorar a forma como as pessoas se ligam e partilham as coisas que fazem parte da sua vida". Mas, a avaliar pelos comentários, as propostas não estão a agradar à comunidade.

Entre as propostas inclui-se a possibilidade de disponibilizar dados sobre os utilizadores, nomeadamente o nome, fotografia, lista de amigos e outras informações públicas do seu perfil, que poderão ser utilizados por aplicações de terceiros, e ser usados por estes para fins publicitários, por exemplo.

O Facebook fala em trabalhar com alguns sites "parceiros", que serão automaticamente autorizados a "oferecer uma experiência mais personalizada" quando visitados por um utilizador da rede social. Paralelamente, o Facebook promete introduzir controlos de privacidade para as suas novas funcionalidades.

A experiência será semelhante aquilo que acontece actualmente com quem escolhe usar o Facebook Connect, que permite utilizar a conta do Facebook (e informação adjacente) para autenticação em outros sites e serviços, com a consequente partilha de dados e informações.

A serem introduzidas as alterações, o problema coloca-se principalmente ao nível da noção por parte dos utilizadores de que essa informação está a ser partilhada, uma vez que, mesmo sendo garantida a opção de desactivar essa partilha, podem nem sequer se aperceber de que os dados estão a ser disponibilizados por acederem a sites "parceiros" enquanto têm sessão iniciada no Facebook.

Outra das novidades anunciadas é a introdução da possibilidade de "marcar" (tagg) um utilizador, em fotografias e vídeos, pela sua localização geográfica, e não apenas pelo seu nome.

Anteriormente a empresa tinha já comunicado a intenção de criar um campo para incluir dados sobre localização geográfica às publicações, que será substituída pela opção de referência a um "local" - que poderá remeter também para uma página Web de um local, como um restaurante na zona onde se encontra, exemplifica a empresa.

O Facebook não avança uma data para introdução daquilo que designa como os novos "produtos", explicando que estes ainda não estão finalizados e pede aos utilizadores que contribuam com as suas opiniões até 3 de Abril. Espera-se que sejam avançados mais detalhes durante o próximo mês, durante a conferência Facebook F8, em São Francisco (EUA).

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.