Ainda não fez um ano desde que o Twitter estreou os Fleets, mas a performance desta funcionalidade não agradou os executivos da rede social, pelo que a partir do próximo dia 3 de agosto já não poderá criar conteúdos deste género na plataforma.

Ilya Brown, vice-presidente do departamento de produtos do Twitter, afirmou, em comunicado, que não se verificou o aumento esperado no número de pessoas que interage via Fleets. Brown esclarece, no entanto, que apesar desta decisão, os Spaces continuarão a ter espaço reservado na barra superior do feed dos utilizadores, onde, actualmente, habitam também os Fleets.

O fim deste tipo de conteúdo implica também o fim dos anúncios de ecrã inteiro que surgiam entre Fleets, pelo menos por agora. Contudo, os responsáveis afirmam estar a estudar uma outra forma de manter este formato publicitário, desta vez noutras secções da app.

Amigos chegados e subperfis: Twitter imagina novas formas de interação na sua rede social
Amigos chegados e subperfis: Twitter imagina novas formas de interação na sua rede social
Ver artigo

Tal como Brown, também Kayvon Beykpour, líder da equipa de produtos do Twitter, sublinha que, por vezes, é comum otimizar as funcionalidades da plataforma e isso implica eliminar algumas quando se verifica que não contribuem como deviam para a qualidade da experiência. Note que a rede social atravessa uma fase de reinvenção em que estão ser desenvolvidas e testadas varias funcionalidades novas, como as subscrições e as funcionalidades pagas para os criadores que dão maior uso à app. A empresa tem vindo a levantar o véu de algumas das ideias que está a cozinhar e é possível que venhamos a conhecer mais ao longos dos próximos meses.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.