O grupo Manwin Licensing International SARL, responsável por sites para adultos como o YouPorn, o xTube e o Brazzers, chegou a acordo sigiloso com a ICM Registry, organização responsável pela atribuição do domínio .xxx, para que estes domínios fiquem mais acessíveis a nível de preço.

O Manwin Licensing processou a ICM Registry por práticas anticoncorrenciais, acusando a organização de gestão do domínio de comercializar os endereços terminados em .xxx a um preço demasiado alto comparativamente com outros domínios de topo como o .com.

A ICM terá lucrado bastante dinheiro com sites pornográficos que aproveitaram a terminologia .xxx para se diferenciar na Web mas terá gerado ainda mais dinheiro junto de empresas e personalidades que compraram vários domínios para não terem o seu nome associado a conteúdos para adultos - algo como Apple.xxx ou Microsoft.xxx, por exemplo.

As duas partes chegaram a acordo durante esta semana e a ICM Registry comprometeu-se a vender o domínio .xxx a 7,85 dólares por mês, durante o mês de maio. Segundo a Reuters, esta ação é para ser repetida durante os próximos meses do ano, como parte do entendimento estabelecido entre a acusação e a defesa.

O grupo Manwin Licensing congratulou-se pelo simples facto de os preços baixarem e de terem conseguido tornar o mercado dos domínios "porno" mais competitivo.

Algumas associações especializadas já tinham mostrado preocupações pelo facto de domínios genéricos serem controlados por empresas privadas, o que pode fazer crescer as práticas anti-trust entre vários grupos empresariais.

Segundo dados do ICANN citados pela publicação TheDomains, no final de janeiro existiam 113.773 páginas registadas com endereços terminados em .xxx e a taxa de renovação destes registos é de 81%.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.