A Google deixou de facilitar a pesquisa de termos que possam levar os utilizadores a sites que permitem o acesso a conteúdos pirateados. A medida, que tinha sido anunciada há algumas semanas, tornou-se efectiva e significa que um conjunto de termos seleccionados deixam de beneficiar da funcionalidade que permite completar um termo de pesquisa, após as primeiras letras escritas.


Entre os termos censurados pelo motor de busca estão, por exemplo, bittorrent, torrent, megaupload ou rapidshare e diversos termos que daí derivam. Para pesquisá-los é necessário introduzir todas as letras da palavra em questão. Ficam de fora outras referências como the pirate bay, mediafire, 4shared, hotfile, entre outros.


A arbitrariedade da medida está a provocar reacções e a discussão está lançada, tendo em conta que os serviços visados pela medida são legais e servem vários propósitos, não apenas a pirataria de conteúdos. Assim sendo, as pesquisas que a Google priva de funcionalidades do seu motor de busca são legais.


Simon Morris, responsável de marketing do BitTorrent, reconhece à Google o direito para determinar da forma que achar mais conveniente o modo de funcionamento dos seus algoritmos, tendo em conta o objectivo de oferecer os melhores resultados aos seus utilizadores. O mesmo responsável considera, no entanto, que a empresa não está a fazer uma avaliação correcta do impacto da medida.



"O que a Google pode não perceber é que a nossa tecnologia é usada para muitos fins que criam um valor relevante para a indústria da tecnologia, empresas, artistas e consumidores incluídos", sublinha.

"Uma pesquisa pelo termo BitTorrent devolve vários links úteis e legítimos, incluindo informação da empresa, do nosso software, do nosso protocolo open-source e muito mais", acrescenta Simon Morris em declarações ao Torrentfreak.


A medida implementada pela Google insere-se num pacote mais vasto de iniciativas, que visam ajudar a garantir que os mecanismos de protecção de direitos de autor no universo digital funcionam, já tinha explicado a empresa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.