O Google anunciou oficialmente o fim do desenvolvimento da plataforma de comunicação Google Wave. Apresentado em Maio de 2009 como um sério candidato ao lugar do email e do instant messaging, o serviço só vai estar disponível até ao final do ano, sendo encerrado a partir dessa data.

A decisão é justificada com a falta de sucesso da plataforma. "Apesar de ter numerosos fãs incondicionais, o Wave não teve a adesão do público que nós queríamos", pode ler-se no blog oficial do Google.

A gigante da Internet diz ter conseguido algumas "vitórias" com o projecto, mas não pretende continuar a desenvolver o Wave como um produto isolado. Os planos da Google passam agora por manter o site "pelo menos até ao final do ano" e estender a sua tecnologia a outros projectos da empresa, diz, ainda, o post.

O Wave foi apresentado como um serviço que agregava características do email, instant messaging e ferramentas de colaboração, que faria repensar a forma como se comunica e partilha informação online. A plataforma permitia agregar amigos e colegas de trabalho, conversando por IM, partilhando documentos, links e mapas, tudo em tempo real, através de um portal.

O serviço acabou por ficar disponível em finais de Setembro, mas apenas para um conjunto restrito de "convidados", entre programadores, utilizadores que mostraram essa vontade e alguns utilizadores empresariais e universitários. Depois desse período de tempo, o Wave foi aberto a todos, mas sem o sucesso previsto.

As principais críticas apontavam para uma dificuldade generalizada de utilização, que se reflectia em vários aspectos, como os constantes bugs que impediam, muitas vezes, que os "waves", como se chamavam os tópicos de discussão no serviço, fossem actualizados simultaneamente para todos os participantes. Incluir widgets na "conversa" também se revelava uma tarefa pouco intuitiva.

No "aceno de despedida" ao Wave, a Google convida clientes e parceiros a continuarem o processo de inovação começado por si, salientando que a parte central do código, bem como os protocolos que impulsionaram muitas das inovações da plataforma estão disponíveis em código aberto.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.