As novas ferramentas são lançadas no âmbito de parcerias com entidades norte-americanas e foram apresentadas durante uma conferência em Nova Iorque que teve como tema central os conflitos num mundo conectado.



Entre os novos produtos destaque para o Project Shield, uma iniciativa que permitirá aos utilizadores de tecnologias Google protegerem melhor os seus sites de ataques de DDoS. A ferramenta já está em testes e a Google lança o convite aos webmasters que assim o entendam para se juntarem á fase de testes.



A gigante da Internet anunciou ainda o uProxy, uma nova extensão de browser que pode ser usada para fornecer uma ligação segura à web e evitar ações de vigilância e espionagem. A ferramenta está ainda em desenvolvimento e é mais uma iniciativa trabalhada em parceria com uma universidade e uma empresa de software.



No mesmo leque e novidade a Google apresentou ainda um Digital Attack Map uma aplicação que permite a visualização de informação em tempo real que mapeia o tráfego relacionado com ataques de negação de serviço a cada momento.



Através deste mapa será possível analisar tendências e consultar relatórios relativamente aos eventos que vão tendo lugar.



Os ataques de negação de serviço são operacionalizados enviando um grande número de pedidos (ou acessos) para um site, que não consegue responder às solicitações acima do normal e acaba por ficar inoperacional.



São várias as razões na base deste tipo de ataques, mas a Google defende que em muitos casos o recurso é também usado como uma forma de censura, com a missão clara de tornar inacessíveis conteúdos que alguém não quer ver divulgados.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.