A Google e a SpaceX anunciaram hoje uma nova parceria em vista a utilização dos serviços de internet por satélite da constelação Starlink para fins empresariais. A Google Cloud pretende utilizar a rede nos seus serviços de cloud, aplicações e dados, beneficiando da grande velocidade da largura de banda de internet e cobertura global na otimização da sua infraestrutura.

A SpaceX vai alocar as estações terrestres, ligadas aos mais de 1.500 satélites já lançados, aos data centers da Google, para fornecer ligação segura e de baixa latência. Nesse sentido, a Google pretende conectar os negócios e consumidores à cloud e internet, permitindo entrar qualquer aplicação crítica para qualquer localização.

Qualquer organização com presença internacional, incluindo agências do sector público, negócios com presença nas redes, ou mesmo a necessidade de estas necessitarem de operar ao nível rural ou em áreas remotas utilizam aplicações na cloud, tais como serviços de analítica, IA e machine learning. Os satélites da Starlink, que foram mesmo concebidos para fornecer conetividade às povoações mais remotas, vão facilitar o acesso à gigante tecnológica.

Em março, a SpaceX revelou as suas ambições de dar mobilidade à Starlink, de modo a que o seu serviço de Internet pudesse ser usado em grandes veículos, barcos e aeronaves. Elon Musk deu também a conhecer que a Starlink poderá tornar-se “totalmente móvel” até ao final de 2021. A SpaceX já submeteu à Federal Communications Commission (FCC) um pedido para avançar com a proposta. Nele, a empresa detalha que o objetivo é obter uma licença de operação mais ampla que permita a criação de estações terrestes móveis, expandindo as capacidades do serviço da Starlink.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.