A Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN) decidiu, em virtude dos ataques terroristas de dia 11 de Setembro e da contigência das deslocação aéreas, modificar o local do encontro anual para Marina del Rey, na Califórnia. Ao mesmo tempo alargou a agenda a temas como a alteração de segurança no campo do sistema de denominação de domínios, no direccionamento do tráfego Web e emails e o modo de responder a qualquer ameaça através da Internet.



Os temas previstos inicialmente incluiam a discussão da denominação de domínios ".pro" e os procedimentos necessários para a eleição dos membros do conselho, mas a actual situação que se vive nos Estados Unidos adiou essas matérias.


O comunicado publicado no site do ICANN dava conta da alteração do local do encontro anual e salientava-se a importância de emails, mensagens instântaneas e da Web "para suportar respostas de emergência, pessoais, trocas de informação, entre outras comunicações".


O ICANN é uma organização não lucrativa, seleccionada pelo governo americano para regular e endereçar as políticas na Internet, controlando ainda os computadores que destinam e coordenam os DNS, cuja função é gerir os endereços de retorno, de modo que os utilizadores possam receber email e encontrar páginas Web.


O sistema de denominação de domínios está bastante descentralizado, o que dá uma certa margem manobra na resistência aos ataques Web concentrados. O núcleo do sistema de denominação de domínios é um conjunto de 13 servidores principais contendo uma lista de 255 sufixos Internet, tais como ".com", ".info" e ".uk.". Estas terminações estão distribuídas pelo mundo inteiro, embora metade se situem nos Estados Unidos, alguns até compartilhando o mesmo espaço físico.


Tudo se passa da seguinte maneira: wm browser, por exemplo, tenta alcançar o endereço "tek.sapo.pt", verifica o servidor principal para localizar uma lista de nomes que terminem em ".com". Milhares de sevidores de domínios guardam cópias daquela lista e o navegador verifica cada um deles para chegar até aos servidores internos onde está alojado o site, que direccionam os Internautas para as páginas Web específicas.


Assim a Internet continua a funcionar, mesmo quando um ou mais servidores de domínios falham temporariamente, apesar do sistema ficar mais lento quando mais servidores estiverem inoperacionais. Os clientes de um Internet Service Provider local podem não ter acesso devido às falhas verificadas no servidores de domínios daquele fornecedor de serviço. Existem ainda outras causas, como sejam erros técnicos nos servidores da empresa e alterações efectuadas por hackers, que modificam as directorias fazendo convergir o tráfego para uma outra página Web à sua escolha.

Notícias Relacionadas:

2001-06-04 - ICANN criticado pela demora na aprovação de novos domínios

2001-05-16 - Domínios ".biz" e ".info" a funcionar ainda este ano

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.