O ICANN - Internet Corporation for Assigned Names and Numbers vai reembolsar na totalidade o valor pago por empresas e organizações que apresentaram propostas para novos domínios Web de topo, para compensar os visados por um atraso de várias semanas no sistema de registos.

A informação é avançada pela Associated Press, que explica que a decisão se fica a dever ao atraso em que a internacionalmente responsável pelo registo de domínios Web incorreu depois de ter "abruptamente desativado um sistema que permitia às empresas e organizações apresentarem propostas de novos sufixos".

A decisão de desativar o sistema ficou a dever-se à descoberta de uma falha no software que colocava em risco dados confidenciais, podendo, por exemplo facultar o acesso a informação que permitisse saber que domínios estavam a ser propostos por que empresas, detalha a mesma fonte.

Recorde-se que o ICANN aprovou em junho do ano passado a possibilidade (em teoria) de qualquer palavra, de qualquer língua, passar a poder ser usada em vez dos tradicionais .com, .net ou .org, naquela que foi considerada como uma mudança histórica no sistema dos nomes de domínio de topo na Internet.

Na sequência da atraso na resposta às solicitações, o organismo tinha inicialmente anunciado que iria proceder a um reembolso parcial do valor das inscrições, mas agora terá decidido devolver a totalidade do valor pago, sendo que cada inscrição custa 185.000 dólares (cerca de 142,3 mil euros).

Para receberem o reembolso os interessados terão porém de manifestar essa vontade dentro de um prazo a fixar pela Internet Corporation for Assigned Names and Numbers, que ainda não foi definido.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.