Dois dos maiores fornecedores de serviços de acesso à Internet na Islândia estão a ponderar bloquear, por definição, os sites de pornografia e apostas, relata esta manhã o Mashable, citando a televisão nacional islandesa e a publicação The Reykjavik Grapevine.

A medida está a ser estudada pela Vodafone e pela operadora islandesa Síminn. A proposta passa pelo bloqueio, à partida, de páginas com conteúdos pornográficos, de apostas online ou outras consideradas de "conteúdo duvidoso".

Os clientes que queiram aceder a este tipo de páginas terão de solicitar que as mesmas sejam desbloqueadas, indicando os endereços "de risco" a que querem ter acesso, explica a imprensa internacional.

Em entrevista à televisão islandesa, um porta-voz da Vodafone realçou que não se trata de censura, mas antes de uma medida destinada a proteger a segurança dos utilizadores, uma vez que este tipo de sites são amplamente usados para distribuição de malware.

O Mashable escreve ainda que contactou as empresas para obter um comentário, mas que não obteve resposta.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.