A Associação Mundial de Jornais está preocupada com o impacto da utilização dos conteúdos informativos pelos motores de busca, de forma gratuita e sem controlo. A organização, que representa 18 mil publicações, emitiu uma declaração onde reconhece os benefícios da utilização dos seus conteúdos por motores de busca como o do Google, do Yahoo ou do MSN, já que dessa forma a informação é agregada e chega ao utilizador final de forma mais fácil.



Contudo, a associação está preocupada com os impactos negativos deste acesso livre e sem qualquer compensação para quem produz a informação, à luz de várias iniciativas recentes de despedimentos em alguns dos mais emblemáticos grupos de media.



Estes movimentos reflectem as dificuldades financeiras das organizações, que decorrem da redução das vendas em banca, alega a associação que acusa as empresas de Internet de construírem os seus modelos de negócio em torno da exploração de conteúdos gratuitos.



Para já, a associação não detalha as suas intenções mas adianta que está a estudar as possibilidades de acção e garante que vai "combater a exploração de conteúdos".



Recorde-se que a agência France Press chegou ao mesmo tipo de conclusão e recorreu aos tribunais para impedir o Google de continuar a usar os seus textos e fotos no serviço de notícias.



Notícias Relacionadas:

2005-03-22 - Google News exclui AFP reagindo ao processo judicial levantado pela agência

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.