Adrian Lamo, um conhecido hacker norte-americano que admitiu ter penetrado em sistemas informáticos de sites tão populares como o Yahoo! ou o New York Times entregou-se ontem pacificamente ao FBI depois de negociar a sua rendição durante alguns dias após a emissão de um mandato de captura.

Em declarações à C|net, Adrian Lamo explicou que a sua advogada, Mary French, estava em contacto com o escritório de Nova Iorque do procurador encarregado deste caso de forma a tentar apurar quais as acusações exactas que levaram a que o FBI se tivesse deslocado um dia antes a casa de seus país (em Sacramento) com o objectivo de o deterem.

Adrian Lamo terá demorado a sua rendição por pretender ter mais informação sobre as acusações que eram mantidas sobre as suas actividades. Já no passado dia 22 de Agosto o jovem tinha contactado a C|net para declarar que suspeitava estar a ser acelerada uma investigação criminal federal sobre da sua alegada intromissão na rede do jornal New York Times.

Depois desse incidente, confirmado pelo próprio jornal, Lamo, terá tido, alegadamente, acesso a dados pessoais de empregados (incluindo números de Segurança Social) e ainda a outro tipo de informações confidenciais, como contactos de jornalistas e fontes daquele órgão de comunicação social.

Além disto, Lamo é suspeito de intrusões em sistemas no MCI WorldCom em Dezembro de 2001, na Microsoft em Outubro de 2001, no Yahoo! em Setembro de 2001 e Excite@Home em Maio de 2001. Se considerado culpado desses crimes o jovem hacker pode vir a cumprir uma pena que pode variar entre 1 e 5 anos de prisão, além de multas pecuniárias.

Notícias Relacionadas:

2003-07-10 - Hacker de 17 anos detido em França por ter violado mais de 200 sites

2002-12-30 - Kevin Mitnick recebe licença de rádio-amador e prepara-se para voltar a utilizar a Net
2001-01-04 - Dennis, aliás "Coolio", confessa diabruras

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.