A Lufthansa quer oferecer a bordo serviços de acesso à internet semelhantes aos que os utilizadores podem usufruir em hotspots em hotéis e aeroportos e por isso anunciou uma parceria com a Panasonic Avionics para instalar a infra-estrutura em 50 aviões até meados de 2010.

O anúncio da retoma do serviço FlyNet, hoje feito, refere que a política se aplica aos voos de longo curso mas abrange todas as classes de passageiros.

O serviço é baseado em satélite e vai oferecer velocidades de 5 a 50 Mbps dentro do avião. as tecnologias suportadas são WLAN, GSM e GPRS.

Recorde-se que a companhia aérea alemã já tinha feito uma primeira experiência de serviços de Internet a bordo em 2006, mas acabou por abandonar a ideia. Na mesma altura a Boeing abandonou os serviços de acesso à Internet em banda larga Connexion, que tinha lançado em 2003.

A utilização de telemóveis a bordo tem vindo a ser testada em algumas companhias aéreas, incluindo a TAP, e a Comissão Europeia está a trabalhar em regras comuns para toda a Europa.

A Onair, parceira de várias companhias aéreas, incluindo a TAP, anunciou ainda em Setembro que iria fazer um voo de longo curso entre Londres e Nova Iorque, com a British Airways, em que os utilizadores poderiam manter os seus serviços móveis permanentemente ligados para mensagens de texto, emails e acesso Internet.

A notícia foi corrigida numa gralha no nome da Boeing, onde faltava uma letra.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.