A Microsoft anunciou ontem que se prepara para encerrar as suas salas de chat em 28 países, justificando esta decisão pelo facto de, alegadamente, os referidos fóruns se terem tornado locais de frequência de abusadores sexuais, pedófilos e hackers que procuram por esse meio difundir junk email e contactar as suas vítimas.

Para Geoff Sutton, director geral do Microsoft MSN para a Europa, citado pela mesma agência Reuters, esta decisão justifica-se pelo facto de que "o chat livre e não moderado não é seguro". Assim, a partir do próximo dia 14 de Outubro a firma de Bill Gates irá simplesmente encerrar o MSN chat em 28 países da Europa, Médio Oriente, África, Ásia e parte da América Latina.

No entanto nos EUA, Canadá e Japão, a Microsoft irá criar um serviço de chat não supervisionado apenas para clientes registados que sejam considerados rentáveis - uma vez que as suas identidades e detalhes de facturação estão na posse do gigante do software.

Em paralelo a Microsoft informou que começará a notificar os seus utilizadores desta situação no final da presente semana, adiantando que os mesmos poderão, se interessados, continuar a conversar online através do serviço Microsoft Messenger (MM). Refira-se ainda que esta decisão vem na sequência de outras medidas destinadas a estimular a utilização do MM, onde se inclui a intenção de licenciamento do mesmo para para clientes empresariais e de o integrar mais eficazmente com o serviço web MSN.

O facto não é escondido por Sutton que refere à mesma fonte que a decisão final da Microsoft se baseia em "experiências com consumidores, na protecção das crianças e no nosso investimento estratégico no desenvolvimento do Microsoft Messenger".

Esta medida da Microsoft está já a levantar polémica entre consumidores, defensores do direito à livre expressão, grupos de defesa dos direitos das crianças e rivais do gigante do software que, ouvidos pela mesma fonte, consideram esta decisão muito radical, defendendo formas mais eficazes de policiamento destes fóruns online e alegando que o encerramento dos mesmos levará à criação de outros chats clandestinos e de mais difícil controlo.

Notícias Relacionadas:
2003-06-18 - Microsoft oferece MSN Messenger 6 em versão experimental
2002-06-12 - Descobertas falhas de segurança no IE e software de messaging da Microsoft

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.