A Mozilla lançou uma atualização para o Firefox 15 que vem corrigir uma falha que permitia que os sites visitados em modo "navegação privada" fossem gravados na chache (memória provisória) do browser.

Esta informação ficava, por isso, ao alcance de qualquer pessoa que acedesse "manualmente" à memória provisória do navegador, pondo em risco a privacidade do utilizador - que, à partida, estaria resguardado pela utilização da funcionalidade.

O modo de navegação privada destina-se precisamente a assegurar ao utilizador que o programa não regista quaisquer dados da sua navegação Web quando este se encontre ativado, mas na última versão do browser da Mozilla, lançada a 25 de agosto, não cumpria a sua função na íntegra.

A falha fazia com que endereços de páginas visitadas, imagens acedidas, termos sujeitos a pesquisas, palavras passe e cookies fossem guardados, mesmo com este modo ativado, e pudessem ser visualizados por alguém que procedesse a "uma inspeção manual à cache do browser", explica a CNET.

A Fundação já identificou o problema e disponibilizou uma atualização - para o Firefox 15.0.1-, mas a instalação da mesma não apaga os conteúdos que já tenham sido guardados pelo browser. Recomenda-se, por isso, que os utilizadores limpem o histórico e os dados de navegação depois de instalada a atualização.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.