O YouTube removeu o botão de dislikes, mas a decisão não agradou a todos. A empresa diz que a medida visa proteger os criadores do assédio e dos ataques coordenados, mas os críticos acreditam que isto vai fazer com que seja mais difícil encontrar conteúdos úteis e confiáveis. Alguns propuseram usar comentários como o novo botão de dislike, mas a ação é difícil de sustentar a longo prazo.

Em alternativa, um programador tentou restaurar a antiga normalidade na plataforma através de uma extensão de browser, que está atualmente disponível para Chrome. Com ela, é possível restaurar a contagem de dislikes.

YouTube anuncia novas funcionalidades para tornar os vídeos mais acessíveis
YouTube anuncia novas funcionalidades para tornar os vídeos mais acessíveis
Ver artigo

Os dados que permitem fazer esta estimativa vão desaparecer a 13 de dezembro, mas o criador adianta que a extensão continuará a funcionar para lá dessa data. Daí em diante, a contagem será feita com base no feedback obtido através dos utilizadores da extensão.

A extensão não é perfeita e, à data, a versão alpha apenas funciona com vídeos que têm dislikes registados na API do YouTube, o que significa que a partir do momento em que a funcionalidade deixar de estar disponível globalmente, será impossível obter esta métrica.

Apesar da utilidade, a nota fica para o exercício de protesto contra uma decisão que pode abanar a filtragem qualitativa da plataforma. Decisões semelhantes foram já tomadas noutras redes sociais, como é exemplo o Instagram. Neste caso, a empresa decidiu tornar a contagem de likes numa questão opcional, sendo que cada utilizador pode, ou não, decidir vê-los.

A extensão pode ser descarregada aqui e o código pode ser consultado no GitHub.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.