Os sites atacados são listados pelo colectivo de hackers, que partilham também imagens dos defaces e ainda endereços de email de deputados da Assembleia da República.



Entre os sites listados que já “estão a dançar o tango” conta-se o da Polícia de Segurança Pública (PSP), que à hora a que escrevemos está offline, o Site de Classificados que ainda apresenta o defacement.



[caption][/caption]

O grupo atacou também várias Juntas de Freguesia, como a de Porto Salvo e a de Algés, que ainda mantém na primeira página a imagem inserida pelos hackers.




[caption][/caption]

Outros alegados ataques, como o site da PJ, não apresentam a esta hora qualquer anormalidade, mas há relatórios a apontar para a indisponibilidade por volta das duas da manhã de hoje.

A operação Apagão Nacional foi anunciada no início do mês e marcada para o feriado do 25 de Abril, convocando os Anonymous Portugal a juntarem-se ao protesto que tinha como alvo serviços ligados ao Governo e à Administração Pública.

Ditos defensores dos desempregados, dos sem-abrigo e de todos os que sofrem com a crise, o grupo de hackers quer "protestar contra as medidas de austeridade vividas nos últimos tempos", uma mensagem bem patente no vídeo publicado no YouTube.

A operação já terá tido início ontem, com o ataque ao site da distrital de Aveiro do PSD de que o TeK deu conta.

Para além da publicação das imagens dos sites atacados, o grupo está também a divulgar alguns documentos no Pastebin.

O TeK já contactou o grupo de combate ao cibercrime da PJ e o CERT.pt para confirmar os ataques mas até à hora de publicação da notícia não teve qualquer resposta.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.