A Comissão Federal de Comércio e o Departamento de Justiça norte americanos são os mais recentes pretextos para esquemas de phishing que se têm multiplicado nos Estados Unidos. Os nomes e a imagem das duas instituições têm sido usados para tentar capturar dados financeiros dos utilizadores de Internet.



Boa parte das tentativas de ataque já identificadas informam o utilizador de que este estava sob investigação por dívidas às finanças e é sob esse pretexto que lhe pede informação. Já foram recebidas 23 mil queixas desde que este tipo de ataque foi detectado, em 2005.



As autoridades garantem que o ataque não teve precedentes, quer em termos de sofisticação, quer em termos de impacto.



Os analistas sublinham que as agências governamentais são cada vez mais alvo deste tipo de ataques, que ainda recentemente privilegiavam quase exclusivamente as instituições financeiras. Isto é explicado pela confiança que os utilizadores depositam nos organismos do Estado, o que eventualmente facilitará a entrega de informação pessoal e confidencial.



Os ataques de phishing fornecem normalmente um link ao utilizador que conduz a um site falso onde este é induzido a introduzir informação confidencial que posteriormente será usada para aceder a contas e desviar dinheiro, por exemplo.



Notícias Relacionadas:

2006-11-03 - FBI detém 16 suspeitos de fraude através de phishing

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.