Num pedido dirigido à Comissão, o Parlamento Europeu sugeriu a criação de um plano que vise educar os cidadãos da Europa na utilização dos meios digitais, onde questões como a segurança dos dados, direitos de autor e violência na Internet estejam em destaque.

Num documento aprovado por unanimidade, o PE assinala que as novas tecnologias digitais comportam novas possibilidades de comunicação em todo o Mundo, mas também aumentam, por consequência, o risco de manipulação. Pede, por isso, que os cidadãos recebam educação em "competências mediáticas", o que supõe "compreender de forma crítica estes meios digitais, comunicar-se com eles e criar e difundir conteúdos", explica a autora da proposta, a austríaca Christa Prets, num comunicado citado pela imprensa.

Os eurodeputados assinalam que este tipo de formação deve contemplar todos os cidadãos e que deve incluir-se desde logo nos programas educacionais destinados às crianças.

No texto lança-se ainda um apelo aos países da União Europeia para que diminuam o gap digital que permanece entre as zonas urbanas e rurais do território comunitário, no que diz respeito ao acesso aos serviços de banda larga.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.