A Polícia Judiciária deteve seis homens e uma mulher por serem suspeitos de gerirem uma rede de phishing que roubou vários internautas. A quantia conseguida pelos alegados criminosos está avaliada em 150 mil euros, mas a PJ refere que o valor real do roubo pode ser superior.

Os sete indivíduos utilizavam credenciais roubadas e que eram usados para registo dos utilizadores em sites e serviços bancários, informações que eram depois usadas para extrair dinheiro. Os alegados criminosos contaram com a ajuda de mais pessoas que foram constituídas arguidas pelas autoridades policiais portuguesas.

As detenções resultaram de 15 buscas domiciliárias que foram realizadas em simultâneo, numa operação com o nome de código "Sete Mares".

Em comunicado a PJ refere que os detidos vão ser presentes a tribunal e acusados de acesso ilegítimo a computadores, burla informática, branqueamento de capitais e associação criminosa.

A operação realizada em parceria com as autoridades brasileiras que ajudaram a identificar os líderes do esquema fraudulento e as pessoas que faziam a movimentação do dinheiro, conhecidas como money mules.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.