Foram razões políticas que motivaram o ataque de DoS que deixou o Twitter offline e causou problemas na utilização de serviços como o Facebook, Livejournal e Blogger.

O alvo dos ataques seria um blogger, conhecido como Cyxymu, residente e apoiante da Geórgia na questão da Ossétia do Sul, uma região separatista que tem estado na origem de inúmeros conflitos entre este país e a Rússia.

A tese é avançada pela CNet, que conseguiu chegar à fala com Max Kelly, responsável máximo pela segurança do Facebook, embora os serviços ainda não tenham emitido qualquer comunicado oficial.

Segundo Max Kelly, o ataque de Denial of Service serviu para "impedir que a voz de Cyxymu fosse ouvida". Cyxymu tem contas no Twitter, Facebook, Livejournal, Blogger e YouTube, que foram alvo de ataques em simultâneo, explicou o responsável do Facebook.

"Estamos a investigar a fonte dos ataques, esperamos ser capazes de identificar os responsáveis e tomar medidas contra eles, se possível", afirmou Max Kelly.

Este responsável recusou-se a especular sobre quem estaria por detrás dos ataques, mas deu pistas: "Têm de questionar-se sobre quem beneficiaria com isto e pensar naquilo que essas pessoas estão a fazer e no desrespeito pelos restantes utilizadores e pela Internet".

A página do Twitter esteve inoperacional várias horas durante o dia de ontem. O perfil de Cyxymu no Livejournal ficou inacessível mas, segundo a CNet, uma versão em cache mostrava a última actualização, datada de ontem: "Agora é óbvio que se trata de um ataque dirigido a mim e aos georgianos", terá escrito o apoiante da Geórgia.

E as especulações continuam. A imprensa internacional parte das declarações de Max Kelly à CNet para afirmar que o ataque terá sido perpetrado por hackers russos, ou apoiantes da Rússia e remete para uma mensagem de Cyxymu no Twitter, em que este atribui a autoria dos ataques ao KGB, os já extintos serviços secretos da antiga União Soviética.

Esta manhã o perfil do blogger no Twitter já estava disponível, ao contrário das suas páginas no Facebook e Livejournal. Embora Max Kelly tenha garantido que o perfil de Cyxymu já estava acessível para internautas da mesma região que ele. Certo é que, entretanto, já ganhou um grupo de apoio com 230 membros naquela rede social.

O Twitter e o Livejournal não fizeram quaisquer comentários sobre os incidentes. Um porta-voz da Google confirmou que a empresa tomou conhecimento de um ataque de DoS, e já entrou em contacto com algumas das companhias afectadas para colaborarem na investigação.

Os conflitos políticos entre a Rússia e a Geórgia já estiveram na origem de outras "guerras" informáticas entre apoiantes de ambas as partes.

A ComputerWorld ouviu vários especialistas em segurança a propósito dos ataques de ontem, e deixa o aviso: o microblog tem de reforçar a sua segurança se quiser continar a crescer.

O Twitter precisa de rever a sua infraestrutura, porque apresenta várias debilidades que tornam fácil deitar o site abaixo, alertaram especialistas da IT-Harvest e da BitGravity.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.