Os dados constam do mais recente relatório de transparência do empresa norte-americana que reporta cerca de 37 mil pedidos por parte de um conjunto de mais de 60 países, além de Portugal, que no total se referiam a dados de 66.539 utilizadores.

Estados Unidos, Turquia, Alemanha, Reino Unido e França foram os países com maior número de pedidos enviados, concentrando mais de 73% dos mesmos, se considerados em conjunto.

O relatório informa ainda acerca da percentagem de pedidos cuja resposta resultou em divulgação de informação, que no caso português foi de 81,7% e em relação a dados de subscrição/transacionais.

A Microsoft junta-se assim ao grupo de empresas ligadas à Internet, como a Yahoo, o Facebook ou o Twitter, que apresentaram o seu primeiro relatório de transparência após a polémica com a NSA.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.