No primeiro relatório de transparência produzido pela Wikimedia a empresa decidiu incluir os pedidos de dados de utilizador e de alteração a artigos que foram feitos desde julho de 2012. “Os nossos utilizadores confiam em nós para protegermos as suas identidades contra pedidos ilegais e levamos esta responsabilidade muito a sério”, disse a ONG no relatório de transparência.



Dos 56 pedidos de informação sobre utilizadores que a entidade recebeu, apenas foram revelados dados sobre oito destes casos. Todos estes dados foram entregues aos EUA, o único país que viu reconhecida alguma razão nos pedidos de informação realizados. Os norte-americanos foram também de longe a nação que mais requisições fez: 21 no total.



Neste campo de análise não há registo de que tenha sido feito qualquer pedido a partir de Portugal.



Num outro ponto do relatório de transparência a Wikimedia revela o número de pedidos que foram feitos para que artigos fossem alterados ou retirados da enciclopédia online. Desde a segunda metade de 2012 que foram feitos 304 pedidos, sendo que destes a organização não reconheceu razão a nenhum deles.



Mais uma vez Portugal não consta na lista de países de onde os pedidos tiveram origem e mais uma vez os EUA lideram esta contagem com um total de 105 requisições.



Um dos pedidos que foi feito à Wikimedia sobre a retirada de conteúdos diz respeito a uma fotografia que ficou conhecida em todo o mundo: a selfie de um macaco. A fotografia acabou por ir parar à Wikipédia e o fotógrafo que era dono da máquina exigiu que a mesma fosse retirada por ser o alegado detentor dos direitos da imagem. A ONG recusou. Porquê? Porque foi o macaco quem tirou a fotografia.



É ainda de notar que o número de países que pediu que algum conteúdo fosse alterado ou removido é muito maior do que o número de países que fez requisições de informação sobre utilizadores.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.