Portugal está entre os países europeus que menos utilizam a Internet, segundo um estudo da Comissão Europeia, divulgado esta terça-feira.

O relatório europeu de 2009 sobre a competitividade digital mostra que apesar das baixas taxas de utilização, o país está bem coberto em termos de Internet e oferece possibilidades de ligação acima da média europeia.

Portugal surge em 22º lugar entre os 27 Estados-membros, sendo que em 2008 38 por cento da população utilizava a Internet pelo menos uma vez por semana. Os valores comparam com os 56 por cento de média europeia.

Simultaneamente, apenas 29 por cento dos portugueses usam a Internet todos os dias, para uma média europeia de 43 por cento.

"Portugal é um dos países com a taxa mais baixa de utilizadores regulares e frequentes, e tem uma quota elevada de população que nunca utilizou a Internet", refere-se no relatório. "Subsequentemente, a uso dos serviços online também é relativamente baixo".

Apesar dos pontos negativos, Portugal consegue "arrancar" elogios de Bruxelas noutros aspectos. Se a banda larga fixa evoluiu muito pouco, remetendo o país para a 21ª posição da 17ª que ocupava antes, na banda larga móvel está acima da média europeia, ocupando o terceiro lugar do ranking.

A Comissão Europeia atribui igualmente a Portugal uma "posição relativamente forte" na Sociedade da Informação, nomeadamente no que diz respeito ao eBusiness e ao eCommerce.

O estudo destaca também o país como um melhores Estados-membros a disponibilizar serviços públicos online aos seus cidadãos, conseguindo ter 83 por cento destes serviços na Internet, quando da União Europeia a média se situa nos 51 por cento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.