O mais recente estudo da Marktest sobre a relação entre portugueses e redes sociais estima que estes passam, em média, 93 minutos do seu dia nas redes sociais. A maioria dos inquiridos dedica mais tempo às plataformas no fim-de-semana.

De acordo com dados da consultora de mercado, baseados em entrevistas a 809 participantes nacionais, 78% dos inquiridos prefere mandar mensagens online ou usar serviços de chat, como WhatsApp ou Messenger. Segue-se a leitura da atualidade noticiosa, com 67%, e a realização de comentários em publicações de conhecidos, situando-se nos 65%.

A utilização das plataformas tem vindo a tornar-se mais frequente. Ao todo, 83% dos questionados afirma que as visita várias vezes por dia, com 95% a indicar que o faz pelo menos uma vez diariamente.

Habitos de utilização das redes sociais dos utilizadores portugueses
Fonte: Marktest, Os Portugueses e as Redes Sociais 2019

Quando acedem a redes sociais, 89% dos inquiridos demonstram uma preferência por smartphones. Embora visitem as redes sociais com mais frequência, 75% dos portugueses do estudo opta por fazer publicações pelo menos uma vez por semana.

A consultora indica que existe uma tendência para os utilizadores tomarem uma abordagem "multifunções" quando usam redes sociais. Segundo os dados do relatório 58% dos inquiridos vê televisão enquanto navega nas plataformas, 44% prefere ouvir música enquanto o faz e ainda 37% falam com a família ou irmãos.

O estudo deste ano revela também que o Facebook continua a ser a rede social mais popular a nível nacional, sendo que cerca de 95% dos inquiridos indica que tem uma conta na plataforma. No entanto, a tendência é para o do crescimento no acesso dos portugueses ao WhatsApp, ao Messenger e ao Instagram.

Redes sociais onde os utilizadores portugueses têm um perfil criado ou uma conta

A análise da consultora de mercado indica que o WhatsApp duplicou o número de utilizadores desde 2016, contando com 74,2% dos inquiridos. O Messenger entra pela primeira vez para o top três das redes sociais mais populares, com 70,8%. Já o Instagram apresentou quatro vezes mais o valor demonstrado em 2013, situando-se nos 67,9%.

No que toca às perceções dos utilizadores portugueses de redes sociais, os questionados indicam o Instagram como sendo a plataforma mais atual e o LinkedIn como a mais credível. Para muitos dos participantes do estudo o Facebook é visto como algo de referência, sendo a sua preferida de entre todas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.