O Prémio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica 2002, anunciado ontem, distinguiu o britânico Tim Berners-Lee, criador da World Wide Web (WWW), o norte-americano Larry Roberts, responsável pelo protótipo do que mais tarde seria a rede, e os também norte-americanos Vinton Cerf e Robert Kahn, que desenvolveram o protocolo de comunicação TCP/IP, a linguagem informática usada na Internet.

Licenciado pela Universidade de Oxford, em 1989, quando trabalhava num laboratório de física em Génova, Itália, Berners-Lee criou a World Wide Web. Galardoado com inúmeros prémios, foi distinguido pela revista "Time" como uma das maiores cem mentes do século XX. Este ano vai ainda receber o prémio da Fundação Japonesa de Ciência e Tecnologia.

Lawrence G. Roberts é presidente da Packetcom e licenciado e doutorado pelo Massachussets Institute of technology (MIT). Foi responsável pelo design, pela iniciação, planeamento e desenvolvimento da Arpanet, a primeira grande rede de computadores ligados entre si cuja evolução é hoje conhecida como Internet.

Vinton G. Cerf trabalhou na Arpanet do Pentágono enquanto frequentava a UCLA, no final dos anos 60. Juntamente com Robert Kahn, seu colega, inventou o protocolo de comunicação TCP/IP que faz até hoje as vezes de uma linguagem comum dos sistemas informáticos do mundo.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.